Skip to main content
Solenidade marca os 10 anos do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba

Solenidade marca os 10 anos do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba

Médicos, colaboradores, autoridades e representantes da mesa diretora e administrativa da Santa Casa de Piracicaba participaram da solenidade em comemoração aos 10 anos do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba. Entre as autoridades, o provedor da Santa Casa, João Orlando Pavão, o presidente da Associação Paulista de Medicina – Piracicaba, Ricardo Tedeschi Matos, e o vereador Gilmar Rotta. O evento foi realizado no dia 23 de março no Salão Nobre da Santa Casa.

Em seu discurso, o provedor da Santa Casa, João Orlando Pavão, destacou a competência e coragem dos profissionais, que tiveram a ousadia de sair da zona de conforto e arriscar no novo para implantar em Piracicaba o primeiro centro de reprodução humana da região, lembrando que este processo sempre contou com o respaldo e apoio da Santa Casa de Piracicaba, que cedeu o 5º andar do Hospital Santa Isabel para a implantação da unidade. Falou do orgulho de abrigar uma unidade modelo que, além da alta tecnologia que emprega em seus métodos e da capacitação dos recursos humanos veio, de fato, fazer a diferença na vida das pessoas, ajudando casais que têm dificuldade para engravidar. “A unidade hoje, com 10 anos, é uma das responsáveis por garantir à Santa Casa o nível de respeito e reconhecimento dos quais a instituição é merecedora.”

O presidente da APM Piracicaba, Ricardo Tedeschi Matos, ressaltou que os 10 anos do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba mostram o quanto a medicina feita com ética, responsabilidade e transparência impacta na vida das famílias e da sociedade. “Trabalho, dedicação, amor absoluto pela medicina e pela missão de fazer a diferença. Vocês lutaram incansavelmente, buscaram o aperfeiçoamento técnico, atualização, investiram tempo, recursos, formaram um centro de excelência. O Centro de Reprodução Humana de Piracicaba nos orgulha muito enquanto classe médica”, afirmou.

O diretor do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba, Paulo Arthur Machado Padovani, falou em nome da equipe e agradeceu à confiança da Santa Casa de Piracicaba, colegas, sócios, ex-sócios, colaboradores, funcionários e pacientes. Lembrou que a ideia de oferecer um serviço diferenciado para as pacientes teve início em 1996, quando ele e ginecologista Ernesto Valvano começaram a utilizar a videolaparoscopia no tratamento das mulheres que tentavam engravidar e não conseguiam. “Fomos nos aperfeiçoando nessa área, conseguimos fazer com que muitas mulheres engravidassem e começamos perceber que poderíamos fazer um pouco mais pelas nossas pacientes”, relatou. Decidiram se capacitar, procuraram os médicos do IUP (Instituto de Urologia de Piracicaba) e idealizaram um centro de reprodução. “Procuramos a direção da Santa Casa, recebemos o apoio incondicional, estabelecemos uma parceria e montamos um centro top de linha, com toda infraestrutura e alta tecnologia, para que fosse aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária”, relata.

Destacou que, nestes 10 anos, melhoraram a infraestrutura e, com uma administração enxuta, progrediram, apesar da crise econômica pela qual passa o país. Passaram também a atender pacientes de baixa renda por meio do projeto Realize. “Nosso trabalho gerou frutos doces. Conseguimos resultados iguais às principais clínicas do país. As crianças nascidas deste trabalho pautado pelo amor e responsabilidade são a prova de que tudo valeu a pena.”

Jornalistas responsáveis: Flávia Paschoal/Marisa Massiarelli Setto – Toda Mídia Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *